RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

sexta-feira, 4 de março de 2016

Noriko Sakai - Do pesadelo à redenção

Noriko Sakai: Cantora, atriz e uma notável
sobrevivente do sistema japonês de tratamento dado
às celebridades que caíram em desgraça. 
Foto: The Japan Times
Depois de ter tido sua carreira quase destruída por conta de um escândalo envolvendo drogas, famosa cantora japonesa dá a volta por cima. 

Noriko Sakai, na época em
que era conhecida como Nori-P
A cantora e atriz Noriko Sakai iniciou sua carreira aos 15 anos, assinando como Nori-P. Nascida em 14 de fevereiro de 1971, ela começou como atriz, mas se tornou principalmente cantora, com músicas inocentes, quase infantis, e já chegou ganhando corações pelo Japão. 

Ela cresceu como artista e, mesmo passando a fase de menininha do tipo idol, se manteve na mídia com uma produção musical consistente e vários sucessos comerciais. Também interpretou canções para a trilha sonora dos animês lançados para vídeo Gunbuster (1988) e Video Girl Ai (1992).

Mas as coisas mudaram em 2009, quando ela foi presa com seu então marido por porte e uso de drogas. Tentou escapar de investigações e se livrar de provas, mas um exame clínico revelou presença de anfetaminas e ela passou algumas semanas encarcerada. É difícil para alguém no ocidente mensurar o estrago que isso faz na imagem de uma pessoa pública no Japão.

No Japão, ser uma jovem cantora de sucesso não é um mar de rosas. Se for do tipo idol, venerada como um ícone de beleza e pureza intocável, uma das piores coisas que pode acontecer é descobrirem que possui vida afetiva ou sexual. Quando algo assim acontece, seu público, predominantemente masculino (e solitário) irá execrá-la e ela pode ter a carreira encerrada pela gravadora. 

Porém, muito pior que isso é ser associada ao consumo de drogas. O estrago é inimaginável, com lojas recolhendo CDs e DVDs, fãs magoados destruindo coisas que compraram, contratos milionários sendo cancelados e, no caso de Noriko Sakai, até mesmo uma linha de roupas que levava sua assinatura foi recolhida das lojas. No Japão, escândalos envolvendo celebridades são comparáveis a um linchamento público. Era o fim de tudo o que ela havia construído, num processo de histeria midiática semelhante ao que aconteceria depois com o cantor e compositor ASKA

Noriko Sakai: Uma celebridade
asiática, em busca da redenção,
longe de sua terra natal. 
Sua sentença de prisão de três anos foi suspensa, sendo ela obrigada a fazer curso de enfermagem como parte do processo de recuperação. Em 2012, tentou retomar a carreira musical, sem muito sucesso. Tentou trabalho como atriz e acabou indo fazer teatro, pois nenhuma TV queria sua imagem associada à ela. 

Em outros países asiáticos onde era conhecida, não houve tal estigma e continuou sendo uma cantora respeitada. Em recente viagem a Taiwan, foi surpreendida no aeroporto por uma multidão de fãs e repórteres que a aguardavam. Os fãs que mais a têm apoiado para dar a volta por cima não estão no Japão, mas em outros países da Ásia, especialmente Taiwan. 

Com ânimo renovado, ela gravou um mini-álbum e está para iniciar uma turnê por alguns países asiáticos para comemorar seus 30 anos de carreira. 

Talvez a mídia e a sociedade japonesa jamais a perdoem mas o artista deve ir de encontro ao seu público. Assim, Noriko Sakai está feliz e confiante para promover sua nova fase, tendo sido entrevistada no dia 3 de março pelo jornal The Japan Times

Linda como nunca aos 45 anos, ela voltou a usar o pseudônimo Nori-P, como que para marcar um recomeço em sua carreira. De personalidade forte e determinada, ela viveu um inferno, sobreviveu de cabeça erguida e está lutando por sua carreira e dignidade.

Fonte: The Japan Times

EXTRAS


碧いうさぎ

- Noriko Sakai canta "Aoi Usagi" ("Coelho Azul"), sucesso de 1995 usado como tema do drama para TV Hoshi no Kinka (ou "Moedas das Estrelas"), no qual ela também atuou. É seu maior sucesso até hoje. A composição foi do renomado Tetsurô Oda



世界中の誰よりきっと
- Outro grande momento de Noriko Sakai, com a canção "Sekaijuu no dare yori kitto" ("Mais que qualquer um no mundo"), de 2007.

7 comentários:

Mauricio disse...

Sempre fui muito fã da Noriko Sakai. Numa era "pré-internet rápida" (conexões discadas a 14 kbps), eu vivia vasculhando sites para baixar qualquer mp3 possível dela.
Depois notei que ela deu aquela sumida típica de idols japonesas, mas ainda via uma ou outra notícia.
Fiquei muito triste com esse problema dela, mas fico feliz em saber que ela está de volta, ainda que não plenamente no Japão.
Aoi Usagi é uma de minhas preferidas. Valeu, Nagado!

Ale Nagado disse...

Olá, Mauricio!

Fiquei contente quando soube, pelo Twitter do Japan Times, que a Noriko Sakai estava de volta e dando impulso à carreira na Ásia. Mas acho uma pena que no Japão ela ainda não tenha recuperado seu lugar de merecimento como uma grande estrela da música pop. O tempo lhe fará justiça.

Abraço!

Usys 222 disse...

Essa matéria me trouxe um grande alento! Noriko Sakai é uma de minhas cantoras favoritas e também fiquei indignado com o tratamento dado a ela depois do escândalo. Na época via as notícias em japonês e ficava enojado com os comentários, cheios de maldade e hipocrisia. E vejo que isso ainda existe nos comentários dos dois vídeos mostrados na matéria, embora haja gente que mais compreensiva e que espera que ela retorne, mesmo entre os japoneses.

Conheci Noriko Sakai em sua fase mais madura. Tenho o CD 素顔 (Sugao, algo como "de cara limpa"), com tons mais suaves, diferentes de sua fase idol, e que inclui Aoi Usagi. E uma dessas músicas me salvou quando estava deprimido, a "Here I Am~泣きたい時は泣けばいい~" (sei quem fez a letra dessa música, mas costumo dissociar o "trabalho" da "pessoa"). Não só a música, como a voz, cheia de suavidade e bondade me deram alívio e ânimo para continuar na época. Por isso não vou deixar de gostar de Noriko Sakai pelo que aconteceu.

É bom ver ela dando a volta por cima, como Kenichi Mikawa fez uma vez. E tomara que ela reconquiste a glória que merece. Parabéns pela matéria de mais uma vez digo que ela me trouxe alento.

Adelmo Veloso disse...

Muito bacana ver alguém se reerguer! O engraçado é que conheci o nome Aska por aqui! Costumo assistir a dramas coreanos, e em um deles, há "coincidentemente" uma estrela conhecida chamada "Oska" - o K-Drama é Secret Garden. Admiro bastante a cultura asiática, mas é triste ver o quão rigorosos eles são com seus ídolos. Podemos ter uma ideia também no mangá Bakuman, onde o Mashiro mantinha seu namoro com a Miho bem por debaixo dos panos, por ela ser uma estrela em início de carreira.

E que a Noriko Sakai seja mais brilhante que antes!

Nico Bozzolan disse...

Que a Noriko exalava uma imagem inocente e infantil, principalmente em seu início de carreira, como você disse, não há dúvida. Porém, eu pessoalmente não diria o mesmo de sua música_ mesmo levando em consideração o material lançado por ela àquela época.
Vale citar aqui que, se tomarmos a primeiro álbum de estúdio lançado pela Noriko, "Fantasia", de 1987, certamente encontraremos canções que condizem com aquela sua ingenuidade visual. A faixa de abertura, "Otoko no Ko Ni Naritai" (que também nomeia seu primeiro single), é um exemplo dessa ingenuidade, já conduzida pelas vias sonoras. Porém, não podemos ignorar algumas outras, presentes no mesmo disco, como "Pretty Paranoia" e "Kanashiki Mon Amour". Essas, ao contrário, demonstravam já uma grande (e inesperada) maturidade de composição_ se formos analisar especificamente por esse lado.
Uma prova e tanto de que Noriko não tinha como única pretensão se criar a partir de seu rosto, e sim de também deixar um material apreciável, que se destacasse naquele cenário competitivo (e já existente) que foi a frenética Golden Age do J-Pop.
Fica como dica minha para quem quiser conhecê-la melhor, após essa sua matéria. Abraços.

Ale Nagado disse...

Olá, Adelmo Veloso!

A história da Noriko Sakai merece ser divulgada. E eu espero que, num futuro próximo, o grande ASKA também consiga dar a volta por cima. Apesar de que, com ele, foi bem mais grave. Além de drogas, descobriu-se que ele tinha uma vida bastante promíscua apesar de ser casado. E contra ele também há o fator idade. Ele já tem 58 anos, mas há astros bem mais velhos em plena atividade. Vamos aguardar.

Abraço!

Ale Nagado disse...

Olá, Nico!

Muito obrigado por sua valiosa contribuição neste tópico. Conheço relativamente pouco a carreira de Noriko Sakai. No entanto, eu preciso checar se procede a informação dela ser compositora.

Seus maiores hits não foram escritos por ela e seria uma raridade digna de nota uma idol de 17 anos ter liberdade para compor músicas autorais. Gravadoras controlam todas as escolhas artísticas das idols, sobrando pouco espaço para elas pensarem. Você mencionou canções nas quais ela teria demonstrado grande maturidade na composição, mas eu não saberia dizer se ela compôs canções logo no primeiro álbum. A conferir. Em todo caso, valeu pela participação e espero que encontre mais assuntos do seu interesse aqui no Sushi POP.

Abraço!