7_Visual_Kei CDJapan

quarta-feira, 22 de março de 2017

Aventura nas Águas - Quadrinhos em projeto educativo

Conheça um projeto educativo que usa quadrinhos para ajudar a transmitir mensagens sobre água, higiene e meio ambiente. 

Aquazin, o personagem de um projeto
educativo que usou quadrinhos e
ilustrações para ensinar sobre a água
.
Olá. Abro espaço aqui para comentar e divulgar um trabalho no qual tive participação como autor de quadrinhos e ilustrador. 

As histórias em quadrinhos têm um enorme poder de comunicação, por aliar texto e imagens para contar um enredo ou passar mensagens. Ao longo da minha carreira, produzi numerosos trabalhos voltados à comunicação institucional ou para fins educativos. 
Os personagens do projeto. Criação: Alexandre Nagado
Foi assim com o trabalho Aventura nas Águas, um jogo educativo elaborado para alunos do ensino fundamental II e ensino médio. O jogo é parte de um projeto maior chamado "Água, ação e reflexão: Elaboração de jogo digital para a educação básica”, da Agência Nacional das Águas (ANA), Ministério do Meio Ambiente e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Ministério da Educação.

Primeiro, em 2015 foi feito um edital para que professores universitários inscrevessem seus projetos sobre conservação de recursos hídricos, higiene e saúde, tudo ligado à qualidade da água. Depois de um longo processo de avaliação, alguns projetos foram contemplados com uma verba de produção que deveria custear os profissionais que seriam contratados para a execução do trabalho. O nosso foi um dos escolhidos, o que foi uma honra. 


Eu fui integrado ao projeto desde a elaboração através de contato da Professora Doutora Carolina Dornfeld, do Departamento de Biologia e Zootecnia da UNESP (Universidade Estadual Paulista) de Ilha Solteira. O engenheiro Luiz Daniel Lima, da empresa Sandbox, ficou responsável pela parte técnica e planejamento estrutural. 


As informações foram elaboradas e debatidas entre professores da UNESP de Ilha Solteira, Bauru e Litoral Paulista, com alunos de graduação e pós-graduação participando ativamente com pesquisas e sugestões. O trabalho envolveu uma grande equipe multidisciplinar, tudo para que as informações fossem passadas da melhor forma. À mim e à equipe da Sandbox, cabia transmitir tudo de forma clara e lúdica.
Uma das telas do jogo Aventura nas Águas
Após várias reuniões, o projeto foi ganhando forma. Criei todos os personagens, sendo que o mascote Aquazin teve o nome escolhido em votação interna. São três assuntos principais, cada um sendo introduzido por uma HQ curta em estilo mangá. Escrevi todos os roteiros, baseado em reuniões de planejamento, produzi toda a arte dos quadrinhos e também as ilustrações usadas nos jogos. E a Sandbox fez tudo funcionar, cuidando da programação de todo o sistema. 

Depois de ler os quadrinhos, o estudante deve completar os jogos interativos e responder a perguntas que irão testar seus conhecimentos. Tudo bem didático e acessível, voltado ao público infanto-juvenil. Da ideia inicial até a entrega do jogo, com toda a programação funcionando, foram mais de seis meses de trabalho, que foi testado e aprovado em algumas escolas no segundo semestre de 2016.

Agora, o material está disponibilizado para consulta e qualquer um pode se inscrever, ler os quadrinhos e jogar. Mais um trabalho que atesta a força comunicativa que a linguagem dos quadrinhos pode acrescentar a um projeto educacional. 

Página de uma das HQs introdutórias.




Saiba mais (Informações para imprensa):

- Conheça toda a abrangência do projeto em matéria publicada no site da reitoria da UNESP:


E a quem interessar possa, meu portfólio:

4 comentários:

Bruno Seidel disse...

Poxa!! Muito legal, Nagado! Parabéns pelo trabalho e para os demais envolvidos que souberam usar o entretenimento em forma de HQ para passar uma mensagem tão relevante e importante. Cheguei a dar uma olhada no site, li a HQ e até tentei jogar os games online mas, por algum motivo, não foi possível (eu clicava e nada acontecia). De qualquer forma, achei o projeto como um todo muito interessante. E o roteiro que você construiu ficou muito legal mesmo: educativo e didático sem ser piegas ou bobinho. Achei super bacana a escolha do nome "Ana" para a professora, que é o mesmo nome da sigla para a Agência Nacional das Águas. Boa sacada! ;)

Ainda sobre esse lance de usar games didáticos ou HQ para construir uma mensagem ou reforçar um conceito, taí algo que eu considero um dos principais aliados da Educação nos dias de hoje. Crianças e adolescentes são muito mais curiosos e interessados do que aparentam, mas o modelo atual de ensino insiste em tratar os estudantes de 2017 como se fossem os mesmos do século XIX: enfileirados e alinhados entre quatro paredes, assistindo a uma interminável aula com uma mesma pessoa falando durante horas sob auxílio de um quadro negro e um giz, com períodos alternados de acordo com o soar de uma sineta... nada muito diferente de uma fábrica.

Só que o mundo de hoje, diferente daquele do Século XIX, tem computadores, tem Youtube, tem Netflix, tem TV a cabo, tem games online, tem smartphone, tem snapchat, tem minecraft, tem milhões de coisas divertidas, coloridas e dinâmicas acontecendo ao mesmo tempo. E competindo com tudo isso está a velha e tradicional escola ensinando crianças de hoje a pensar como nossos bisavôs. Depois ainda temos que ver professores metódicos reclamando que seus alunos são desinteressados e sonolentos em sala de aula. ¬¬

Todo esse desabafo pra dizer que eu vibro toda vez que vejo um projeto como esse do Aquazin, que tenta fazer a mesma coisa que uma aula (passar conhecimento adiante), só que de um jeito mais divertido, lúdico, interativo e prazeroso. É disso que a molecada precisa!

Fica registrado aqui, portanto, os meus mais sinceros elogios e também um enorme agradecimento, porque você está dando uma incrível contribuição para a Educação (a verdadeira educação, não a industrial). Tenho certeza de que esse trabalho impactará diretamente na vida das pessoas a curto e a longo prazo!

PARABÉNS!! =D

Usys 222 disse...

Aprecio bastante esse tipo de iniciativa. A interface é amigável e me lembra os cursos online que faço no trabalho.

As histórias foram bem simples, direto ao ponto como devem ser. O mascote é bem simpático, com elementos que lembram um peixe, uma gota e um traje espacial. Adequado, já que se trata de um ser alienígena que vem para falar da água.

Mas tive certa dificuldade em responder algumas perguntas. Acho que não estou tão afiado quanto antes. Sabia tudo sobre ecologia e biologia, só que as partes sobre biologia não são mais as mesmas e me esqueci de muita coisa. Acabei errando algumas de ecologia por falta de atenção. Vou ter que voltar a estudar! Hi hi.

Alexandre Nagado disse...

Olá, Mr. Bruno Seidel!

Muito obrigado por suas palavras generosas e incentivo. Tenho me envolvido com trabalhos educativos ou institucionais usando HQ há mais de 25 anos. Por mais que se possa imaginar que em trabalhos assim é mais a técnica que conta, se não colocar o coração, não se consegue empatia com o leitor.

Curiosamente, em 1994 eu trabalhei nos quadrinhos do Projeto Tietê. Em 2004, foi o gibi Amigos da Água. E agora em 2017, o jogo Aventura nas Águas. Parece que a cada década, pinta um projeto educacional sobre água na minha carreira. E um bem diferente do outro, o que é legal.

Obrigado pelo apoio. Estava em dúvida se registrava isso aqui no Sushi POP, mas acho que foi bom, aproveitando o gancho do Dia Mundial da Água (22/03).

Abraço!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Usys!

O Aquazin foi o mascote de projeto mais legal que eu já criei. Ainda pretendo usá-lo de alguma forma, pois os direitos dos personagens pertencem a mim. Inicialmente seria uma menina-robô, uma mistura de Yullian com a Diana do Spielvan. Daí eu achei que precisava de algo mais dinâmico, e lembrei do Opa-Opa do Zillion. Com esse ponto de partida, fui brincando com o tema do projeto e veio esse robozinho com jeito de gota, peixe e espaçonave. Até que funcionou.

E eu também não consegui fazer todos os jogos, não. Parece meio óbvio a maior parte, mas tem um monte de pegadinhas no quiz. Também tenho que voltar a estudar, ah ah.

Abraço!!