RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

De Sailor Moon a Ultraman Orb: O brilho de Miyabi Matsuura

Miyabi Matsuura é Naomi Yumeno,
personagem importante na série
Ultraman Orb.
A série Ultraman Orb, em exibição atualmente na TV japonesa e transmitida pelo portal Crunchyroll para vários países (incluindo o Brasil), tem como um de seus méritos uma excelente escolha de elenco. Além de ter como ator principal o já experiente Hideo Ishiguro, a produção tem como destaque feminino uma experiente, versátil e ainda muito jovem artista, Miyabi Matsuura.

Miyabi é Naomi Yumeno, a decidida
líder da SSP, uma divertida equipe de
investigadores do sobrenatural.
Nascida em 14 de junho de 1995 na província de Hyogo, a atriz e modelo tem uma carreira recente, mas intensa. Fã de rock clássico, especialmente Queen e The Doors, ela tem 1,60m de altura e seus hobbies incluem tocar guitarra e dançar balé clássico. Com apenas 21 anos, ela já interpretou papéis em três franquias da cultura pop japonesa, sendo Ultraman a mais recente.

Miyabi Matsuura como
Sailor Mercury (2013).
Miyabi Matsuura apareceu na mídia japonesa ao vencer o concurso de novos talentos da renomada revista de moda JUNON, da editora Shufu to Sekaitsusha, em 2012. No ano seguinte, começou a trabalhar como atriz, com dois trabalhos quase simultâneos. 

Na TV, Miyabi participou da fase inicial da novela Gochisousan, que estreou em setembro de 2013 na emissora estatal NHK. Na mesma época, foi selecionada para viver Ami Mizuno, a Sailor Mercury, na aventura musical Sailor Moon - La Reconquista. Para quem, durante a infância, era fã de Sailor Moon, era um sonho sendo realizado logo no início da carreira. 

A seleção de elenco foi feita com a participação da autora do mangá original, Naoko Takeuchi. O musical foi feito na tradição do famoso Teatro Takarazuká, onde apenas mulheres atuam. Foi uma temporada de 16 shows, com grande receptividade do público.


Miyabi continuou atuando em novelas, como o drama para TV em 11 episódios GTO - Great Teacher Onizuka (2014), baseado em famoso mangá de Tohru Fujisawa. Em 2015, atuou em três filmes para cinema, incluindo o longa Ju-on: The Final Curse, da franquia de filmes de terror conhecida no Brasil como O GritoMas de todos os trabalhos, sua grande chance de ser reconhecida como uma estrela veio com a série Ultraman Orb, que estreou mundialmente em julho deste ano. 

Em Orb, Miyabi é Naomi Yumeno, a líder da SSP (“Something Search People”), um trio de investigadores de monstros e casos sobrenaturais. Naomi é a corajosa, impulsiva, sensível, geniosa e por vezes desastrada heroína da série. Além disso, a personagem é peça chave nas tramas que permeiam a saga. 

Aos 18 anos, nas páginas da revista
Weekly Playboy. Essa publicação
não tem relação alguma com a
Playboy ocidental e seus poucos
ensaios fotográficos costumam
ser suaves e comportados.
Tendo criado a SSP para buscar respostas a seus sonhos com um gigante de luz, Naomi ainda tem uma misteriosa conexão com Natasha, uma garota russa que foi vítima de uma batalha feroz de Orb contra o monstro Maga Zetton no passado. Com tudo isso, Naomi está no centro da teia de mistérios da série, que logo entrará na reta final, com seu encerramento planejado para dezembro, totalizando 25 episódios. Nesse trabalho, Miyabi também teve a chance de voltar a cantar, acompanhando o grupo Voyager e seus colegas de elenco nos vocais do tema de encerramento “Shine Your Orb”.

No caso dela, a satisfação em participar de uma série Ultra não vem apenas do prestígio perante um público cativo. Quando criança, ela gostava de Ultraman Dyna e recentemente postou fotos que comprovam que ela era familiarizada com os Ultras desde pequena. 

Com apenas três anos trabalhando como atriz, já realizou importantes trabalhos e já acumula experiência em teatro, TV e cinema, com papéis bem variados. 

A jovem estrela tem uma grande carreira pela frente e, para os fãs que já sabem que vão sentir saudades quando a série de Orb terminar, uma boa notícia: a Tsuburaya Pro confirmou que em 2017 Ultraman Orb terá um filme para cinema. Certamente Miyabi Matsuura estará nele, brindando o público mais uma vez com todo seu carisma. Ela foi a escolha perfeita para uma série de uma franquia consagrada, que homenageia seu passado e abraça novas ideias e conceitos, apostando no futuro.

Extras:
Foto divulgada pela própria
atriz, mostrando que
gosta de Ultraman desde
quando era um bebê. 
Com todo o elenco de Sailor Moon - La Reconquista.
Seguindo a tradição do teatro Takarazuká, somente
mulheres no elenco. Algumas já especializadas
em papéis masculinos.
Miyabi Matsuura e Hideo Ishiguro
(Gai Kurenai/Ultraman Orb)
protagonizaram um ensaio de moda
para a revista JUNON em 2015,
antes de serem escalados para
Ultraman Orb.

9 comentários:

Usys 222 disse...

Vou ser sincero. Quando a vi pela primeira vez em Ultraman Orb pensei que ela tivesse mais de trinta anos. Não só por causa da aparência, meio desleixada como é a personagem, como também a desenvoltura em interpretar seu papel. Tão jovem e já tem tanta experiência! Ela foi Sailor Mercury e ainda por cima no teatro? Isso não é para qualquer um, já que lá não se pode errar.

Miyabi Matsuura tem tudo para entrar para a história das atrizes das séries Ultra, junto com Yuriko Hishimi e Takami Yoshimoto. E boto fé no filme do Orb, já que o do X foi lindo!

Ale Nagado disse...

Fala, Mr. Usys!

Miyabi Matsuura realmente surpreende com sua interpretação madura e natural. Em muitos momentos, parece que a série é dela.

E já que mencionou o filme do Ultraman X, aguardo por sua resenha e análise no Anexo.

Valeu, abraço!

Bruno Seidel disse...

Eh, Nagado! Deu pra ver que você se apegou mesmo à Miyabi (que sua esposa não esteja lendo isso... hehehehee!) Recentemente conversamos sobre Ultraman Orb e você tinha me dito que as caras e bocas da Naomi eram uma das coisas que mais divertiam você na série. Devo concordar e dizer que também curti muito a escolha do elenco.

Acho que a produção foi muito feliz em trazer nomes como o Hideo Ishiguro (Gai) e o Takaya Aoyagi, que está impecável no papel do Jugglus Juggler.

Talvez os personagens e suas respectivas personalidades sejam o ponto forte em Ultraman Orb (uma série que já chama atenção por trazer esse lance de fusões entre Ultras clássicos e novos, que também ficou muito bacana).

A SSP é uma diversão à parte e revigorou totalmente aquela imagem já canastrona das tradicionais "patrulhas" das séries Ultras. Eu particularmente já estava um pouco saturado de sempre ver oficiais uniformizados sob a liderança de um capitão e o auxílio de algumas naves ou coisas do tipo. A SSP bagunçou completamente esse clichê ao apresentar um grupo de jovens tecnicamente atrapalhados e endividados, mas que fazem tudo com muito entusiasmo e convicção. O trio liderado pela Naomi é movido exclusivamente pelos sonhos e pela paixão pelo desconhecido.
Taí algo que, se a gente reparar bem, combina bem mais com o perfil do profissional moderno: pessoas mais interessadas em fazer o que amam e se preocupando mais com a diversão e a relevância do seu trabalho do que em "seguir carreira" ou padrões tradicionais de uma companhia "renomada". Eu particularmente vejo a SSP com esses olhos e ao compará-los com as patrulhas das séries anteriores, fica ainda mais evidente esse novo cenário com o qual muitas empresas estão sendo obrigadas a aceitar (enquanto outras simplesmente afogam no conservadorismo).

Acho incrível quando temos jovens atores se destacando dessa forma em séries que eu tanto aprecio. Como o Usys disse, a responsabilidade da Miyabi é grande demais porque qualquer destaque acima da média torna inevitável a comparação com nomes como Yuriko Hishimi e Takami Yoshimoto (colocaria a Hiroko Sakurai nesse rol). Logo, ela sabe que o papel de Naomi pode ser muito mais do que um simples "trampolim para o sucesso" (que é que parece ser a forma de ver as coisas para algumas atrizes e atores de séries Kamen Rider e Sentais): pode ser uma forma de imortalizar uma personagem incrível com apenas 21 anos de idade.
Se ela conseguir isso, certamente continuará sendo chamada para especiais, shows e filmes comemorativos daqui a 10, 20, 30 anos (vide as próprias atrizes citadas acima). E quando ela chegar lá, seu charme e beleza já não serão mais importantes aliados.

Mas, felizmente, ela parece estar seguindo o caminho certo e conquistando corações de fãs no Japão e no resto do mundo!

Something Search People, Avante!!!

Ale Nagado disse...

Fala, Bruno. Pior que a patroa lê de vez em quando, sim. E, acredite em mim, ela tem um direto de direita bem forte. Mas ela sabe que eu sou bem profissional em minhas análises. ;-P

Bem lembrado a Hiroko Sakurai. E ela fez Ultra Q com apenas 17 anos. E não podemos esquecer a Mitsuko Hoshi (Yuko Minami), que foi a primeira mulher a se transformar em Ultra, ainda que durante um tempo limitado.

Esse lance de muitos atores encararem o tokusatsu como um mero trampolim é real. Alguns astros de novelas escondem de seus currículos terem feito um papel em tokusatsu. Mas é legal quando astros como Takeshi Tsuruno (Dyna) demonstram real carinho pelo personagem e sempre voltam a ele, não apenas pelo dinheiro. A Miyabi Matsuura tem essa ligação afetiva com Ultras desde a infância, assim como com Sailor Moon. Mas não importa o papel, ela parece se entregar muito a cada trabalho. Essa dedicação transparece quando a personagem fica realmente convincente.

Abraço!!

César Filho disse...

Miyabi vem me conquistando a cada episódio. Hehe! Falando sério, a sua personagem, a Naomi, vem se destacando com o desenvolvimento de Ultraman Orb. Uma das coisas que mais me chamam atenção na atriz é a "química" com o ator Hideo Ishiguro, que tem muito pra rolar até o final. Fora que ela e sua equipe do SSP quebram os padrões de equipe anti-monstros das séries Ultra. Miyabi tem tudo pra ser lembrada como outras atrizes de tokusatsu dos últimos anos como Yui Koike, Yumi Sugimoto, Rin Takanashi, etc. Mas ele tem um diferencial na sua interpretação, sem dúvida.

Ale Nagado disse...

Fala, César!

A SSP já entrou pra História! Eles são civis, amadores e meio atrapalhados, mas investigam de forma muito mais eficaz que os profissionais da VTL, sempre atrasados em tudo.

Certamente você tem acompanhado o Orb a cada semana. Os últimos episódios são clássicos, muito bons. A série está num momento de muitas surpresas e reviravoltas. Faz tempo que não acompanho uma série com tanto interesse. Logo vai entrar na reta final. Já sei que vamos ficar com saudades.

Abraço!

job marques dasilva disse...

Sem duvida a SSP será um norte que as próximas series terão de considerar.Nada de ruptura com o modelo consagrado.mas algo que venha oxigenar o formato dependendo da serie . A moça verdadeiramente é talentosíssima. Não me simpatizei com o hospedeiro de Orb imaginem ela protagonista?

job marques dasilva disse...

Tenho 45 anos e posso dizer: Orb é uma serie a altura das primeiras produções de Eiji...

Ale Nagado disse...

Olá, Job Marques!

Orb presta homenagens ao passado, mas tem um caminho próprio que está sendo trilhado. A SSP é a melhor homenagem ao trio de repórteres investigativos de Ultra Q.

Ei, então temos a mesma idade. Também sou da safra de 71, ah ah. E concordo com suas palavras. Orb está à altura dos clássicos dos primeiros tempos da Tsuburaya Pro. Por trazer inovações e ser bem executada, deixaria Eiji Tsuburaya orgulhoso, em minha opinião.

Abraço! Apareça mais vezes por aqui.