segunda-feira, 28 de março de 2016

Clássicos do pop japonês: Dançando com Mio Takaki

Um grande clássico do pop japonês eternizado na voz de uma atriz que marcou presença na franquia Ultraman.
Mio Takaki como a Capitão Iruma, de Ultraman Tiga.
Muito antes da série, cantou um grande sucesso do pop japonês.
Quando a série Ultraman Tiga (de 1996) chegou ao Brasil em 2000 pela TV Record, o público fã de seriados tokusatsu teve contato com a atriz Mio Takaki, que interpretou a Capitã Megumi Iruma, a primeira mulher em posição de comando em uma produção da franquia Ultra. 

Aos 36 anos, sua bela personagem chamava mais a atenção do que Rena, o interesse romântico do herói, interpretada pela então jovem atriz Takami Yoshimoto. A personagem Iruma era maternal, firme e uma líder bastante diferente dos tradicionais militares que normalmente aparecem nessas produções. Um dos nomes mais badalados do elenco, no Japão, Mio Takaki já era uma estrela da mídia muitos anos antes de Tiga. 

sexta-feira, 25 de março de 2016

Bate-papo: Diferenças entre editoras do Japão e dos EUA

Cartaz da edição 2013 do evento Jump Festa, mostrando
a força de seu universo de personagens. 
Por quê as editoras de mangás no Japão não são famosas como a DC e a Marvel (na mesma proporção)?
- Stefano Barbosa

Olá. Essa pergunta é interessante e vai servir para falarmos sobre algumas grandes diferenças entre estilos e mentalidades editoriais.

O Japão possui o maior mercado de quadrinhos do mundo. Os mangás vendem no Japão muito mais que os comics vendem nos EUA e no resto do mundo. Os mangás também têm mostrado muita força nos mercados editoriais de vários países (incluindo os EUA), mas a popularidade dos personagens não se estende às editoras. Os fãs sabem quais as editoras que publicam suas séries favoritas ou que deram origem a seus animês preferidos, mas essas editoras não possuem fãs diretos.

terça-feira, 22 de março de 2016

Gangsta.

Gangsta. - Crime e brutalidade em
uma terra sem lei.
Nicolas "Nick" Brown e Worick Arcangelo são dois assassinos de aluguel vivendo na fictícia cidade de Ergastulum, uma versão um pouco mais limpa mas não menos caótica de uma grande favela. Os dois matadores se apresentam como "faz-tudo" e mantêm uma estreita ligação com a polícia local, sempre preocupada em manter sob controle a violência de gangues e quadrilhas mafiosas. Por um valor estipulado, eles executam alvos indicados, mas possuem seus limites e códigos de conduta.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Bastidores da Revista Herói

Livro revela os bastidores da
lendária revista Herói.
A Herói foi a mais importante e influente publicação juvenil brasileira da década de 1990. Para a cultura pop como um todo, foi a mais importante que já existiu e jamais será superada. A febre da Herói foi como uma Beatlemania editorial e os bastidores de sua existência foram revelados em um livro lançado oficialmente no início deste mês.

sábado, 12 de março de 2016

Lovely★Complex

Tamanho não é documento
quando o assunto é o coração.
Será mesmo?
Risa Koizumi é uma colegial com um pequeno problema. Ela é complexada por ser bem mais alta que suas amigas e mesmo vários dos rapazes. Ela é representante de classe ao lado de Atsushi Otani, um garoto baixinho com quem vive discutindo. Tendo 1,70m e 1,56m respectivamente, Koizumi e Otani formam uma dupla que é uma piada pronta para a escola. Frequentemente associados a um duo de comediantes famosos no Japão por terem grande diferença de altura, a garota e o rapaz possuem complexo devido à suas estaturas fora da média. 

quinta-feira, 10 de março de 2016

Especial Rurouni Kenshin - Versão do Autor

Uma nova versão para a saga
de Kenshin Himura, assinada pelo
criador da história original.
A saga Samurai X foi um grande sucesso dos animês e mangás no Brasil. Sua série de TV produzida no Japão entre 1996 e 98 foi vista pelo grande público brasileiro principalmente na TV Globo (mutilada) e no Cartoon Network, emissora esta que também exibiu um longa feito na época da série. Já o mangá original, publicado no Japão entre 1994 e 99, foi uma das primeiras apostas da hoje vitoriosa linha de mangás da editora JBC. Lançado por aqui em 2001, foram 56 volumes publicados, em edições com metade do tamanho do original, composto de 28 volumes. O sucesso no Brasil foi tanto que os fãs daqui preferem chamar a série pelo seu nome original, que é Rurouni Kenshin, ou Kenshin, o Andarilho. 

Agora, a JBC, que já havia publicado também o especial A Sakabatou de Yahiko, apresenta mais um material inédito do personagem, com a publicação em dois volumes do Especial Rurouni Kenshin - Tokuitsuban - Versão do Autor. O trabalho foi feito em 2012, época em que o personagem ganhou um filme em live-action, estrelado por Takeru Sato, ator famoso que já havia interpretado o Kamen Rider Den-o entre 2007 e 2010. 


terça-feira, 8 de março de 2016

Quarenta e cinco verões

Eu, por volta de 1976...
Além de ser Dia Internacional da Mulher, 8 de março também é o dia em que vim ao mundo, há 45 anos. Ou seja, nasci em 1971, um ano em que estrearam séries importantes no Japão, como Kamen Rider, Spectreman e O Regresso de Ultraman. Falo de brincadeira que isso acabou determinando alguns gostos pessoais e parte da minha trajetória profissional. Que se tornou uma trajetória de vários aspectos. 

Dia Internacional da Mulher - Seleção de postagens

Artistas japonesas de destaque na cultura pop
(montagem: JJ Marreiro)
Hoje é o Dia Internacional da Mulher e convido os leitores a ver (ou rever) o post Sete Mulheres da Cultura Pop Japonesa.

E também recomendo esta seleção de posts abaixo destacando o exemplo de mulheres japonesas talentosas e de personalidade:

sexta-feira, 4 de março de 2016

Noriko Sakai - Do pesadelo à redenção

Noriko Sakai: Cantora, atriz e uma notável
sobrevivente do sistema japonês de tratamento dado
às celebridades que caíram em desgraça. 
Foto: The Japan Times
Depois de ter tido sua carreira quase destruída por conta de um escândalo envolvendo drogas, famosa cantora japonesa dá a volta por cima. 

quarta-feira, 2 de março de 2016

Resenhas de mangá - Todos os títulos postados

Confira a lista com todas as resenhas publicadas no Sushi POP sobre mangás originais publicados no Brasil em tempos mais recentes.
O mangá possui uma diversidade temática sem
paralelos entre os diversos mercados de quadrinhos no mundo. 
O Sushi POP é um blog de cultura pop japonesa com uma visão diversificada, não sendo focado em notícias ou resenhas de lançamentos. No entanto, sem que eu me desse conta, reuni uma boa quantidade de resenhas de mangá, especialmente ao longo dos últimos meses. Como o público da web é muito flutuante e têm aparecido muitos novos seguidores no Twitter, achei interessante recapitular as resenhas já publicadas por aqui.