quarta-feira, 3 de abril de 2013

Yanawaraba - Música, travessuras e tradições

Yuu Ishigaki e Rio Aizato - Yanawaraba
No dialeto da região de Okinawa, "yanawarabá" pode ser traduzido por "criança travessa". Esse também é o nome de uma dupla de talentosas cantoras, compositoras e instrumentistas locais que estreou em 2003, caminhando entre o J-pop e a música tradicional de sua região. 

Formada em 2003 por Yuu Ishigaki (voz e sanshin) e Rio Aizato (voz e violão), ambas então com 21 anos, a dupla valoriza a música tradicional okinawana e chegam até a utilizar o dialeto local em suas composições. Rio traz o lado mais folk, com seu violão, enquanto Yuu puxa para o lado mais tradicional de Okinawa. Além do estilo vocal de canções folclóricas, Yuu também toca o sanshin, instrumento okinawano de três cordas que é similar e mais antigo que o shamisen. 


Elas se tornaram conhecidas em todo o Japão com seu segundo single, "Ari no utá" (2004), usado como encerramento do animê de Crayon Shin-Chan, o moleque endiabrado que faz Bart Simpson parecer comportado. Mas apesar dessa ligação com o humor, o som da dupla é muito mais sintonizado com poesia e contemplação da natureza.

Capa do álbum Kana Utá (2014)
A Yanawaraba - também escrito como "YANAWARAbach" - consegue explorar bem a mistura entre ocidente e oriente, harmonizando de modo gracioso o tradicional sanshin com o violão. 

As vozes também se complementam, com os agudos intensos de Yuu e a voz mais encorpada de Rio, sem que uma se sobreponha à outra. Ambas são igualmente importantes e, com seus arranjos, trazem simplicidade e sofisticação ao cenário J-pop, sem perder de vista as tradições de sua terra natal. 

"Sora wo koete, umi wo koete" (ou "Voz do céu, voz do mar"):



"Shimanchu nu takara" (ou "O tesouro do povo da ilha"), regravação de uma canção famosa do grupo BEGIN:



"Ichigo ichie": O termo é oriundo da cerimônia do chá e significa algo como valorizar cada momento, que é único. Fonte: Fundação Japão




::: www.ya-na.net :::

12 comentários:

Bruno Seidel disse...

Achei um sonzinho bem agradável. Ideal pra se ouvir em horas de calma ou no começo da manhã. ^^

Rogério disse...

Boa música.
Sobretudo parece-me "honesta". Estou cansado de todo este POP pobre de espírito que dominou o mundo.

Ale Nagado disse...

Bruno, o som delas é bastante agradável e realmente faz começar bem o dia. Que bom que gostou dessa sugestão e também da anterior, a Acacia Orchesta. São propostas musicais bem distintas, mas ambas com extremo cuidado nos arranjos e executadas com a alma. Isso faz enorme diferença.

Rogério, eu também não curto a maior parte do som pop atual. Falando em termos de Japão, a Yanawaraba é um sopro de dignidade, em meio a dezenas de grupinhos de garotas agenciadas por cafetões da música.

Ainda assim, o mainstream japonês conta com veteranos como a banda Mr. Children, a dupla Chage and Aska e alguns poucos que fazem música de qualidade. Mas artistas assim são, cada vez mais, exceção. Por isso eu gosto de divulgar artistas cujo trabalho têm um diferencial. Em outra ocasião, darei mais sugestões musicais por aqui.

Ah, eu recomendo que navegue no acervo da Rádio Sushi POP, que tem muitas canções que valorizam melodias e harmonias.

Abraços!

Rogério disse...

Oi Nagado,

Obrigado pela resposta. E obrigado pelas suas dicas de boa música.

E que bacana que colocou o blog da Natália em sua lista de links. Ela adorou.

Ale Nagado disse...

Ah, então você conhece bem ela. Achei o blog pesquisando sobre a cantora Tsubasa. Não costumo ficar adicionando blogs aleatoriamente ou apenas para trocar links. Logo, devo dizer que gostei da apresentação e conteúdo do blog. De vez em quando, dou uma olhada.

Falou, apareça mais vezes nos comentários.

Abraço!

Natália Maria disse...

Olá!!

Obrigada pela citação Rogério e fiquei surpresa em descobrir que achou meu blog procurando pela cantora Tsubasa. E sim, eu adorei!! ^^

A música dessa dupla é bem calma, e curioso que ela me lembou nada sou sou da Natsukawa Rimi... Talvez seja pelo fato dos instrumetos e do tipo de música que tocam.

Assisti a Crayon Shin Chan, mais não me recordo de nenhuma música delas, ainda mais porque assistir na finada Animax e acho que o encerramento era meio abrasileirado.

Ótima dica. Enquanto isso eu vou procurar o que ouvir esse mês para apresentar em meu blog...

Até mais

Ale Nagado disse...

Natália, tanto a "Nada sousou" quanto a "Shimanchu nu takara" foram compostas pelo grupo BEGIN, referência do pop feito em Okinawa junto com o grupo The Boom. Suas melodias têm construções suaves e serenas. Fico muito feliz por esse tipo de material chamar a atenção de pessoas formadoras de opinião.

O Shin-chan eu não assistia, mas acho que as músicas originais não apareceram aqui.

Abraço!

Natália Maria disse...

The Booom, conheço somente a música Shima Uta, por influência de pessoas que já moraram no Japão!!

Recebi a proposta de ouvir algo antigo, como uma MPB made in japan para o Playlist do mês (seção do blog que criei). Tem alguma indicação já que conhece bastante?

Até

Ale Nagado disse...

Sugestão? Tem sim. As cantoras Nokko e Miki Imai fizeram um projeto onde elas cantam grandes sucessos em ritmo bossa-nova, incluindo "Ue wo muite arukou" e até "A hard day´s night", dos Beatles. É bem diferente, até porque elas cantam de robe. Tem um clipe neste link:
http://www.youtube.com/watch?v=PfaEUSGCNO0&playnext=1&list=PLE6A12B9E42744780&feature=results_video
Até já andei pensando em postar sobre isso, mas vai em frente.

Abraço!

Natália Maria disse...

Obrigada pela dica. No meio tempo achei uma banda chamada Rin', que mistura o som de instrumentos tradicionais com batidas modernas. Vou anotar essa sugestão mais fique a vontade para postar sobre...
^^

Ale Nagado disse...

Oi. O grupo Rin´ foi tema em duas postagens aqui no blog.

Em uma delas, o vídeo já foi retirado do ar, mas a outra ainda funciona:

http://nagado.blogspot.com.br/2009/11/clipe-musical-in-my-life-rin.html

Esse grupo era ótimo e tive o grande privilégio de assistir a uma apresentação delas em 2008.

Já postei clipes, mas nunca cheguei a traçar a trajetória delas ou escrever algo mais detalhado.

Abraço!

Alexandre Nagado disse...

Só corrigindo um comentário anterior: O grupo The Boom não é de Okinawa, apesar de sua canção mais famosa, a "Shima Utá", ser uma homenagem ao povo da ilha.

Post sobre a canção Shima Utá:
http://nagado.blogspot.com.br/2016/10/shima-uta.html