7_Visual_Kei CDJapan

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

FÉRIAS!!!!

Mais um ano está chegando ao fim e é hora de desacelerar e se preparar para as festas.

É também hora de fazer um rápido balanço. Este foi um ano bastante irregular em termos profissionais. Em alguns momentos, tendo que recusar ou dividir com mais gente alguns trabalhos simultâneos e tendo que adiar alguns projetos. Em outros ainda, procurando novos clientes sem sucesso. Espero que o ano que vem, sobre o qual pairam muitas incertezas econômicas, possa ser um ano de maior estabilidade e regularidade.

Este também foi o ano em que vivi a maior aventura da minha vida, indo conhecer o Japão por conta do Consulado Geral e do Ministério de Assuntos Estrangeiros do Japão. Aventura, aliás, que foi narrada dia a dia neste blog. (Se ainda não leu, confira aqui.)

Houve também muitos trabalhos e casos profissionais relatados, comentários sobre assuntos que me interessam e até um furo de reportagem, a divulgação sobre a adaptação teatral do mangá Death Note. Na ocasião, este blog foi bastante divulgado e ganhou centenas de novos leitores em poucos dias. E ainda arranjei tempo pra manter, paralelamente a este blog, um outro que divido com alguns amigos, o Blog Robô Gigante, que rapidamente ganhou alguma popularidade entre os fãs de heróis japoneses.

Mas agora é hora de parar e recarregar as baterias, que ninguém é de ferro. Estou de férias e retomo atividades (incluindo este blog) no começo de janeiro de 2009.

Tenha um Feliz Natal e um 2009 repleto de paz, saúde, prosperidade e boas realizações.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

CARICATURAS ESPORTIVAS

Esta imagem mostra algumas das caricaturas que produzi recentemente para uma empresa. Eles forneceram fotos (algumas não muito boas) para que eu criasse corpos caricatos mostrando esportes olímpicos. Alguns tinham a indicação de algum esporte favorito, mas com a maioria eu pude criar à vontade. Foram 53 ilustrações no total, em que fiz a criação, desenhos e colorização. O tratamento das fotos, cenários digitais e edição final de imagens ficou a cargo do Marcelo Ishida, do Núcleo de Arte. Foi a primeira vez que fiz um trabalho assim, com caricaturas em que não precisei desenhar justamente os rostos.

O resultado ficou satisfatório, mas deu um belo trabalho. Tudo em menos de uma semana, com outro trabalho para outro cliente feito simultaneamente. Ufa!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

CLIPE MUSICAL: FAMÍLIA ULTRA


Pra espairecer, um clipe carregado de nostalgia. Com cenas da recente e inédita série Ultraman Mebius (2006~07), circula no YouTube um vídeo que homenageia os heróis da infância de muita gente. Aparecem os Ultras originais como estão hoje, incluindo Ultra Seven e os dois primeiros Ultramen. Já idosos mas esbanjando carisma, Hayata, Dan Moroboshi e Hideki Goh ainda salvam a Terra dos monstros gigantes. A música é Ultra Miracle, do Project DMM, uma agradável canção que gruda nos ouvidos. Divirta-se.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

O CLIENTE NEM SEMPRE TEM RAZÃO

Vou relatar um caso que exemplifica bem o título desta postagem. Certa vez, durante o andamento de um trabalho (que não vou revelar por questões éticas), um cliente pediu uma alteração em um dos desenhos entregues. Até aí, nada mais normal. Mas era uma alteração impossível.

No desenho, feito com referência fotográfica, uma pessoa aparecia montando em uma bicicleta, com uma das pernas erguida. O cliente não gostou e disse preferir a pessoa pedalando. E disse que os pés estavam longe demais dos pedais. Lógico, visto que a pessoa não estava pedalando, mas montando na bicicleta, passando uma perna por cima. Refiz o desenho inteiro, e o cliente reclamou de novo. Disse que queria o desenho original e que eu deveria apenas refazer os pés, para que parecesse pedalar.

Alguém parou pra pensar? Como eu ia mudar a posição dos pés sem mudar a posição das pernas? Insisti que não dava, o cliente insistiu que era uma só uma alteração.
Expliquei que era impossível mudar a posição dos pés sem mudar as pernas e, consequentemente, todo o desenho. Inútil, pois o cliente voltou a insistir.

Ameacei largar tudo e aí resolvemos que ia ficar a segunda tentativa. Por mais que eu explicasse, parecia que eu estava recusando algo fácil.
Há casos em que o cliente pede algo não razoável. Já teve cliente pedindo pra mudar detalhes que ele nunca havia mencionado ou que eu só saberia se trabalhasse ao lado dele ou lesse sua mente. Infelizmente, não tenho poderes paranormais para adivinhar o pensamento do cliente.

Na carreira, temos que aprender a extrair tudo do cliente em termos de informação. E ainda assim, ficamos sujeitos ao humor do cliente, que em última instância, é quem vai nos pagar. Mas tudo tem limite e o bom senso deve reger as negociações. E às vezes é igualmente importante bater o pé e marcar posição de modo firme e enérgico. É isso.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

EXPRESSÃO VERBAL EM DESTAQUE

Em janeiro, sai o livro Faça seu coração falar (Ed. Bushido), do empresário e escritor Cláudio Ayabe. Trata-se de uma obra voltada à expressão verbal e o Cláudio é um verdadeiro especialista no tema. Com seu Instituto Cultural Gambaru, tem promovido cursos e palestras para ajudar as pessoas a vencerem a timidez e a desenvolver a habilidade de se comunicar bem com sua voz e postura.

Por trabalhar com cursos, oficinas e palestras, sempre dei muita atenção à expressão verbal. Estou acostumado a falar em público, li bons livros e textos sobre oratória e tive bons professores. Fiz teatro no colegio e estudei canto por alguns anos. Treinei oratória, respiração, expressão corporal e levo isso a sério. O tema é algo que vejo com bastante naturalidade, mas me sinto um amador quando vejo o quanto o Cláudio sabe e como ele consegue cativar e motivar as pessoas. Esse é um livro que eu leria com prazer e fiquei muito contente por ter sido convidado para produzir algumas ilustrações internas, transformando a figura do Cláudio em personagem. Mas minha participação acabou indo além.

Estou acostumado a divulgar meus trabalhos e sempre fiz minha própria assessoria de imprensa. Agora, pela primeira vez, farei esse tipo de trabalho sob encomenda, pois fui convidado pelo Cláudio para trabalhar na divulgação do livro. Fazer contatos com a mídia não é nada novo pra mim, mas o fato de estar fazendo profissionalmente algo que sempre fiz de modo informal, representa novo desafio.

Então, 2009 já vai começar a todo vapor, com os preparativos para o lançamento do livro, que já tem data marcada: 15 de janeiro, na Saraiva MegaStore do Shopping Ibirapuera, aqui em São Paulo. Após, ainda haverá outro coquetel para marcar o lançamento da obra em Campinas.


Caso precise de mais informações sobre esse livro, escreva pra mim:
nagado@nagado.com

sábado, 6 de dezembro de 2008

CLIPES MUSICAIS: EVANGELION (YOKO TAKAHASHI)

Comecei a trabalhar com cultura pop japonesa por gostar de ler mangás, assistir animês e tokusatsu e também ouvir J-pop e anime songs. A partir de um certo ponto, comecei a ter que conhecer e acompanhar algumas coisas mais por obrigação ou interesse profissional do que por gosto. Entre as coisas que conheci por dever de ofício está a série Neon Genesis Evangelion (1995). Ícone absoluto dos mangás e animês de ficção intelectual, a série não me empolgou muito, apesar de reconhecer sua qualidade e alto nível. Acho que prefiro histórias mais leves e despretensiosas.

No entanto, a trilha sonora me chamou a atenção. As canções são belíssimas e valem por si só uma conferida, independente do animê. Os clipes desta postagem foram retirados do show Super Robot Spirits 2003, um evento que reuniu vários cantores de anime songs, como Ichirou Mizuki, Hironobu Kageyama, Isao Taira e Mitsuko Horie.

Primeiro, Zankoku na Tenshi no teeze (a abertura) e depois, Tamashii no Refrain, ambas com sua intérprete original, a graciosa Yoko Takahashi.